Como é a TPA em Bombinhas

Entre novembro e abril, período em que é considerado alta temporada no litoral catarinense, a pequena península de Bombinhas recebe um grande número de visitantes. O notável aumento de entrada de veículos e exploração das praias e parques naturais acende um alerta de preservação ambiental. É por isso que os turistas que visitam o município durante este período precisam pagar uma Taxa de Preservação Ambiental. Saiba como a medida funciona e como ficar em dia com a TPA em Bombinhas.

Como funciona e por que existe a TPA em Bombinhas?

Cobrada todos os anos no período entre 15 de novembro e 15 de abril, a TPA em Bombinhas é uma medida para minimizar os impactos ambientais causados pelo aumento no fluxo de pessoas na península. O dinheiro arrecadado é investido em soluções de preservação e controle ambiental dos principais pontos turísticos naturais afetados, como praias e parques ecológicos.

A cobrança é realizada por veículo (confira os valores atualizados para 2022 na tabela abaixo). Automóveis de moradores locais estão isentos da cobrança, desde que o veículo esteja registrado no município ou que o proprietário tenha declarado que realmente mora na cidade.

Valores da TPA em Bombinhas em 2022. Foto: TPA Bombinhas.

Bombinhas, por estar situado em uma península, é um dos poucos lugares do Brasil com direito a cobrança de uma Taxa de Preservação Ambiental. Outro destino famoso que realiza uma cobrança semelhante é o arquipélago de Fernando de Noronha, em Pernambuco. A diferença é que em Bombinhas os visitantes precisam pagar uma única vez e por veículo, quando entram no município, enquanto em Fernando de Noronha a taxa é cobrada por pessoa e por dia de permanência no destino (assim como em Bombinhas, moradores locais estão isentos da taxa).

Como é feita a cobrança e como pagar a TPA em Bombinhas?

Para automóveis brasileiros, não é preciso parar fisicamente para fazer o pagamento da taxa. Logo após o pórtico de entrada de Bombinhas e o posto de atendimento ao turista da TPA, encontra-se um posto da Polícia Militar. Ali estão instaladas câmeras que registram as placas dos veículos que entraram no destino e as cadastram no sistema interno do município.

O pagamento pode ser feito posteriormente de diversas maneiras:

  1. Por meio do site oficial da TPA Bombinhas;
  2. Em um dos postos oficiais ou estabelecimentos credenciados em Bombinhas;
  3. Pelo app da TPA Bombinhas (PlayStore e Apple Store); ou
  4. Pagamento automático via Sem Parar, Veloe ou Conect Car.

Quem preferir também pode pagar antes de entrar na cidade. Nesse caso, ao invés de uma dívida, o carro terá créditos para entrar no município. Eles são descontados conforme o veículo entra.

Além disso, é importante lembrar que, ao entrar no município, um veículo tem direito a sair e entrar quantas vezes quiser durante as próximas 24h sem novas cobranças. Depois, então, será feita uma nova cobrança.

Por fim, tem alguma outra dúvida sobre a TPA em Bombinhas? Então pergunte-nos.