Pesca Artesanal da Tainha em Bombinhas

Entre maio e julho, as tradições culturais de Bombinhas estão em festa! A Pesca Artesanal da Tainha acontece um pouco antes do inverno. Uma tradição que celebra a chegada de um dos peixes mais saborosos da região ao litoral catarinense. Para quem gosta de apreciar a cultura local e degustar iguarias da gastronomia, essa é a época perfeita para visitar Bombinhas. – Confira agora tudo o que você precisa saber ao visitar Bombinhas durante esse período.

A Pesca Artesanal da Tainha nas praias de Bombinhas

Durante os três meses em que a Pesca Artesanal da Tainha acontece, as canoas de um pau só e redes artesanais tomam conta das faixas de areia das maiores praias de Bombinhas. São exemplos as praias de Bombas, Bombinhas, Retiro dos Padres, Quatro Ilhas, Mariscal e Canto Grande.

Nos ranchos de pescadores, olhos atentos ao mar… A qualquer sinal da presença do cardume no mar, o “saragaço” começa! É uma correria para colocar as canoas no mar e lançar as grandes redes artesanais ao redor do maior número possível de peixes.

Pesca Artesanal da Tainha na Praia do Retiro dos Padres. Foto: Rodrigo Dalri.

Depois, os pescadores que permanecem na areia da praia começam a puxar as duas pontas da rede, que vai “cercando” os peixes e trazendo-os para a areia da praia. Os lances podem pegar uma grande quantidade de peixes, até mais de 20 mil tainhas em um único certo. A quantidade varia de acordo com o lance e o ano.

Após o cerco, geralmente há a partilha dos peixes entre os pescadores. Quando a quantidade de peixes capturados é grande, todos que ajudaram a puxar a rede levam pelo menos um para casa. Seja pescador ou visitante – você pode se oferecer para ajudar a puxar e, quem sabe, levar o seu “quinhão” para casa… que tal?

A tainha é um prato típico da gastronomia local

O resultado da Pesca Artesanal da Tainha são experiências gastronômicas únicas, disponíveis nos melhores restaurantes da cidade. Durante esse período, portanto, os restaurantes locais especializados em frutos do mar servem o famoso peixe fresquinho, e preparado de diversas formas.

A tainha pode ser cortada em “postas” e frita. Foto: Freepik.

Você pode apreciar a tainha grelhada, frita ou em uma caldeirada. Isso sem falar na bottarga, preparada a partir da ova do peixe – famosa iguaria que, inclusive, é importada para a Europa, servida em alguns dos restaurantes mais conceituados da França (por um valor pra lá de salgado!).

O que mais é importante saber?

Há, no entanto, algumas coisas que você precisa saber ao visitar Bombinhas durante o período da Pesca Artesanal da Tainha.

A primeira, você iria descobrir ao visitar as praias de Bombinhas à noite: algumas praias desligam a iluminação da areia. São exemplos as praias de Bombas e Bombinhas. A luz do calçadão da Praia de Bombas, no entanto, permanece acesa. A medida é necessária pois a luz espanta os peixes nas proximidades da costa.

Outro detalhe em relação às praias é que o banho de mar e algumas práticas esportivas de areia são proibidas nas praias em que a pesca é realizada durante esse período. O motivo é o mesmo: a movimentação dos banhistas na água ou o barulho dos esportes (a bola na areia, por exemplo) espanta os cardumes de peixes próximos da orla da praia.

E aos que pensam em pescar por conta própria, também fica o aviso: a Pesca Artesanal da Tainha é uma tradição da cultura local e, portanto, exclusiva dos pescadores e moradores locais, cada qual com seu ponto devidamente documentado e protegido por lei.

Por fim, se você deseja conhecer mais sobre a Pesca Artesanal da Tainha, pode agendar um passeio aos ranchos de pesca na Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico de Bombinhas ou simplesmente visitá-los nas praias do município. A população local é muito receptiva.